Tane Konsumidor

(+670) 3310938
cac@tanekonsumidor.tl

Publicidade Enganosa – como saber quando estamos a ser enganados?

A publicidade está em todo o lado e nem sempre é publicidade correta. Como explicámos no artigo anterior, a publicidade tem regras que devem ser cumpridas. Os consumidores podem defender-se de mensagens publicitárias pouco legítimas se conhecerem os seus direitos e seguirem algumas boas práticas.

A TANE deixa alguns conselhos para não se deixar enganar, nem cair nas armadilhas da publicidade pouco transparente ou enganosa:

 Não acredite em curas milagrosas que prometem acabar com doenças, parar o envelhecimento ou resolver os seus problemas pessoais. Desconfie.
 Antes de pedir ou aceitar produtos ou serviços gratuitos, verifique se são mesmo gratuitos. Muitas vezes, há condições que não foram publicitadas. Por exemplo, pode ser obrigado a comprar outro produto, pode haver custos de entrega, pode ser um serviço grátis durante um tempo, mas que depois tem de começar a pagar.
 Resista às promessas de fortunas dos jogos de azar. Só uma pessoa em milhares vai ganhar e, enquanto tentam ganhar, os consumidores gastam muito do seu orçamento, frequentemente necessário para sustentar a sua família.
 Cuidado com a publicidade que incita a comportamentos de risco, como conduzir depressa, beber muito ou fumar para ter estilo. Estes conteúdos da publicidade são proibidos e apelamos aos consumidores a moderação e o cuidado com a sua vida e a sua saúde.
 Atenção à publicidade relativa a hotéis, apartamentos ou casas. Muitas vezes estão a oferecer várias tipologias de produtos, mas colocam a imagem do mais caro e o preço do mais barato. O consumidor acha que vai ter um grande quarto de hotel, com vista para o mar e acaba alojado num pequeno quarto com vista para outra parede.
 Na publicidade sobre viagens, verifique bem para os preços. Os anunciantes têm de indicar os preços mínimo e máximo, ou seja, o mínimo a pagar para fazer a viagem e o máximo se optar por todos os extras como alojamento, refeições, transfer, etc.

Reclamar vale a pena – conheça um caso de sucesso

A TANE registou, entre várias, a denúncia de um consumidor que se sentiu enganado por um anúncio publicitário que promovia preços especialmente baixos. Esta loja tinha afixado na entrada uma placa que dizia: “de $1 e $10”, logo o consumidor ao entrar na loja, esperava encontrar somente produtos com preços entre $1 e $10. Porém, descobriu imediatamente que havia muitos produtos com custo superior a $10.
Este consumidor contactou a TANE para esclarecer se tais práticas violavam a Lei e para denunciar a situação.
Ora, este é um típico caso de publicidade enganosa por omissão. A loja não mentiu ao afirmar que os seus produtos custavam todos entre $1 e 10. Todavia, o anúncio, por falta de clareza e informação completa, levava os consumidores a pensar que estes eram os únicos preços praticados, estimulando o seu interesse em entrar na loja e, provavelmente, gastando aí dinheiro.
A TANE contatou imediatamente a empresa reclamada, explicando-lhe à importância de adotar práticas justas e transparentes na redação das suas mensagens publicitárias. A loja retirou a placa, com o compromisso de respeitar a Lei e as exigências da TANE e dos consumidores.

Por isso, quando tiver dúvidas, for enganado ou encontrar publicidade enganosa, fale com a TANE.

O Centro de Apoio ao Consumidor da TANE tem apoiado muitos timorenses nas suas dúvidas, denúncias, queixas e pedidos de informações sobre os seus direitos enquanto consumidores.
Guarde os nossos contactos: telefone 3310938, e-mail cac@tanekonsumidor.tl e morada Travessa Vila verde – Aldeia Gideon – Díli.
Siga-nos no Facebook para receber em primeira mão as nossas novidades e conselhos: facebook.com/TaneKonsumidor.
E visite o nosso site sempre que precisar de mais informação em www.tanekonsumidor.tl .
A TANE ajuda-o a defender os seus direitos e legítimos interesses.